Nome no serasa indevidamente

nome no serasa indevidamente

Nome no serasa indevidamente, não comprei e estou lá

Nome no serasa indevidamente é um problema que vem acontecendo com muitos brasileiros.

Bom dia meu amigo, o nosso tema de hoje é cobrança indevida, nome sujo, ser cliente dos serviços de proteção ao crédito sem querer.

Apesar de uma clientela grande nesses cadastros, como o SCPC, há pessoas que estão negativadas sem merecer, pelos mais variados erros das empresas.

O sistema funciona de uma forma rápida e discreta.

Você só vai saber que está inscrito na hora de ir comprar em uma loja ou pedir um empréstimo.

Então bate o desespero e as perguntas:

  1. Nunca comprei como estou lá;
  2. Como saio dessa.

Se você não comprou, não emprestou dinheiro, e está negativado, não se preocupe tanto, a situação acontece.

Os motivos que levam a isso são diversos:

erros no cadastro de lojas, clonagens e até documentos perdidos na rua.

Vamos entrar um pouco na prática.

O que fazer com a negativação

Necessário ao se constatar o débito, tirar uma certidão na Associação Comercial para saber realmente do que se trata.

Tirou a certidão e viu a dívida, não foi você, vá na Delegacia para fazer um boletim de ocorrência.

Há necessidade de fazer o boletim, uma vez que é sua prova que seus documentos e dados estão sendo utilizados por terceiros para fazer compras.

A investigação na Delegacia, no que tange ao criminal, dificilmente vai dar em algo, porém o documento vai ser sua prova na Justiça.

Bem, se alguém está lhe chamando de caloteiro e velhaco, impedindo você de ter crédito, está cometendo o que chamamos de ato ilícito.

Veja a Lei:

Art. 186. Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.

A negativação é isso, uma empresa que alega que você não pagou e é caloteiro, aconselhando outras empresas a não vender para você.

E olha, não há nada demais nisso.

Ninguém é obrigado a comprar, como ninguém é obrigado a vender, contudo o crédito é considerado um direito da pessoa.

Se alguma empresa impede você de usar seu direito de crédito, sem você merecer, ela está lhe causando dano moral.

Havendo dano moral cabe indenização, tá okey?

Indenização e exclusão

Nesses casos, como nome no serasa indevidamente, a pessoa que teve seu nome negativado possui direito em 02 (duas) coisas:

  • Declaração que não deve;
  • Reparação de dano moral.

A reparação de dano moral, que chamamos de indenização, vai ser fixada pelo Juiz dependendo do caso, da empresa e da extensão do dano.

O dano, diferente de quando você bate em um carro e tem que pagar as despesas, é moral.

Há ofensa ao bom nome da pessoa e é subjetivo.

Afinal, o que você acha de comprar uma geladeira e quando for fazer o crediário receber um “sinto muito, não podemos vender para você”?

Como você se sentiria?

Por fim, ao se tratar de relação de consumo, é utilizado o Direito do Consumidor.

Nome no serasa indevidamente, entre as medidas, está a retirada imediata e a inversão do ônus da prova.

A inversão do ônus da prova está prevista no artigo 6º do CDC:

Art. 6º São direitos básicos do consumidor:

(…)

VIII – a facilitação da defesa de seus direitos, inclusive com a inversão do ônus da prova, a seu favor, no processo civil, quando, a critério do juiz, for verossímil a alegação ou quando for ele hipossuficiente, segundo as regras ordinárias de experiências;

(…)

Quer dizer que a empresa que lhe negativou vai ter que demonstrar que você deve para ela, que os documentos da dívida são lícitos.

Então se aconteceu com você, como diz Cortella, não se desespere.

Isso é um fato comum nos dias de hoje com tanta tecnologia nas compras.

Deixe seu comentário, ele é muito importante ^^.

Até mais.

SERVIU PARA ALGUMA COISA? COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS, ISSO AJUDA NOIZ!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on tumblr

Cadastre-se para ter mais informações sobre direito.

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Curta nossa página no facebook

Cadastre-se para ter mais informações sobre direito.

Curta nossa página no facebook